0107Últimas Notícias

PT municipal divulga nota sobre decisão de apoiar a chapa do candidato André Marques

O diretório municipal do Partido dos Trabalhadores (PT) enviou a redação do Catu Notícia, na manhã desta quinta-feira, uma nota onde justifica a decisão de apoiar a chapa liderada pelo candidato André Marques. Veja a baixo a nota na íntegra:

Uma aliança pela vitória do povo Catuense

O Partido dos Trabalhadores de Catu estabeleceu como estratégia eleitoral, conquistar a vitória das forças progressistas nas eleições de 2020, garantindo a manutenção do projeto popular que iniciamos em 2013.
Coerente com esse objetivo construímos 03 pilares até a convenção do partido realizada no dia de ontem:
1-A formulação de um Programa de Governo Participativo, no sentido de apontar diretrizes mínimas para a garantia da continuidade do processo de redução de desigualdades sociais, focado na melhoria de vida da população que mais precisa;
2- Sucessivos diálogos com as forças progressistas do município, sob a perspectiva de garantir uma frente ampla, principalmente a partir da unidade da esquerda;
3- Apresentação de pré-candidatura através do nome da valorosa e competente companheira Ana Teixeira.
Desenvolvemos, ao longo de meses, diversas atividades voltadas à construção de um Programa de Governo Participativo, capazes de garantir as diretrizes mínimas para a garantia de avanço nas conquistas sociais no nosso município, e que envolveram nomes de especialistas como José Sérgio Gabrielli, Luiz Roberto Moraes e Eduardo Suplicy.
Ao longo do período que precedeu as convenções, seguimos construindo a pré-candidatura da companheira Ana, e dialogando no campo progressista sobre a cidade e os desafios a serem enfrentados nos próximos 04 anos, além da necessidade de busca de unidade no referido campo.
Seguimos buscando um consenso em torno do nome da companheira Ana Teixeira. Apesar de todo esforço, prevaleceu nesse campo a fragmentação.
O Partido Social Democrático apresentou o nome da liderança popular, Dr. André Marques, já com o indicativo de maior densidade eleitoral em nosso campo.
No dia 26 de junho, o prefeito Gera anunciou, unilateralmente, apoio à chapa Dr. André(PSD) e Marcelo Calazans(Podemos), como pré-candidatos à prefeito e vice-prefeito, respectivamente.
Sucedendo o fato, o Partido Democrático Trabalhista oficializou, na reta final do processo, apoio ao pré-candidato Dr. André, assim como o Partido Socialista Brasileiro, dois dos maiores partidos do campo progressista em nossa cidade.
Inviabilizada a unidade mais ampla dos partidos de esquerda, na reta final do prazo legal para definições, o PSD buscou o PT, persistindo na busca por uma aliança. Intensificamos o dialogo, tendo em conta que ambos os partidos e outras legendas construíram juntos, um campo político e social que resultou nos importantes ciclos dos governos Gera, Wagner e Rui.
Analisando constantemente o processo político, ponderamos que a musculatura eleitoral construída pelo pré-candidato André Marques garantiu-lhe as condições necessárias para a convergência em torno do seu nome dentro campo progressista.
Durante o processo de diálogo para a definição da composição majoritária, o pré-candidato Dr. André, assumiu o compromisso com um critério considerado inegociável pelo Partido desde o primeiro momento: a plataforma mínima de governo, construída pelo Partido dos Trabalhadores, e baseada em 13 pontos, a serem implementados num eventual futuro governo municipal, e referenciados no Plano de Governo Participativo.
Na última terça (15), durante a convenção do Partido dos Trabalhadores, o candidato Dr. André reforçou seu compromisso com a plataforma de governo apresentada, fazendo apelo à aliança PT-PSD, diante da militância e demais convidados presentes no evento.
Diante dos fatos, e da forte orquestração das forças conservadoras no âmbito municipal para vencer as eleições, e voltar a administrar nossa cidade, a coligação entre PT e PSD emergiu como a aliança possível e importante para se construir a vitória das forças progressistas.
Ao final do processo de composição, face à proposta apresentada pelo PSD – de integral compromisso com a plataforma mínima de governo apresentada pelo PT – ainda que não tendo a proposta de inserção de um nome do PT na chapa majoritária aprovada, a Comissão Executiva Municipal do Partido dos Trabalhadores decidiu, em sua maioria, aprovar a coligação com o PSD, e a candidatura do Dr. André, frente que inclui também os partidos do campo progressista: PSB, PDT, e o PC do B, além do Podemos.
Compreendemos que a manutenção do consenso entre as forças que garantiram duas sucessivas vitórias, nas urnas, ao nosso projeto popular em curso, é uma importante decisão na disputa em curso, já que amplia as possibilidades de vitória das forças progressistas, e a viabilização da continuidade do processo de melhoria das condições de vida do povo catuense.

Catu, 17 de setembro de 2020.
Comissão Executiva Municipal do Partido dos Trabalhadores de Catu

Artigos relacionados

Um Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo